< voltar
08.07.2022 | Cuidados

Obesidade animal: como mudar a dieta para o cachorro emagrecer?

Entenda mais sobre os cachorros obesos, quais raças estão mais predispostas a essa condição e como auxiliá-los na perda de peso

A obesidade é uma condição caracterizada pelo acúmulo de gordura corporal, que afeta várias funções fisiológicas do organismo e prejudica a saúde e bem-estar dos animais. Continue lendo o texto para entender mais sobre esse assunto. Separamos algumas dicas para auxiliar os pets na perda de peso! 

A obesidade animal 

Fatores como genética, raça, idade, sedentarismo, composição calórica dos alimentos, tipo e forma de alimentação, distúrbios metabólicos e endócrinos, além de questões sociais e culturais dos tutores, contribuem para o desenvolvimento da doença em cães. 

Esses fatores associados proporcionam um desequilíbrio entre o consumo alimentar e o gasto energético metabólico, causando um balanço energético positivo acumulado na forma de gordura. Isso resulta em ganho de peso e alterações na composição corporal, reduzindo a longevidade e qualidade de vida dos pets. 

O tecido adiposo é considerado um órgão dinâmico que secreta vários fatores bioquímicos denominados adipocinas, que são essenciais para o funcionamento adequado do organismo, uma vez que atuam em diversos processos biológicos, como no equilíbrio energético, metabolismo de glicose e lipídeos, manutenção da imunidade e hemostasia. 

Por isso, a obesidade pode causar ou intensificar o surgimento de problemas, como diabetes mellitus, hiperlipidemia, distúrbios osteoarticulares (como artrose, ruptura de ligamento cruzado e hérnia de disco), dermatites, doenças cardiovasculares, respiratórias e neoplásicas. 

Quais são as raças de cachorros mais predispostas à obesidade? 

Dentre as raças de cachorros mais predispostas ao ganho de peso, podemos citar: 

  • Beagle; 
  • Dachshund; 
  • Cocker Spaniel;
  • Golden Retriever; 
  • Labrador; 
  • Poodle; 
  • Pug. 

Diagnóstico 

O diagnóstico da obesidade em cães é um grande desafio, pois o peso ideal varia conforme a raça e características corporais de cada animal. Além disso, na maioria das vezes, os tutores não percebem os sinais da doença em seus pets, pois associam a apresentação corporal robusta com saúde, e ignoram as possíveis consequências da enfermidade. 

Por isso, é importante levar o pet em um nutricionista animal para anamnese, pesagem, avaliação do escore de condição corporal e prescrição de um programa de perda de peso adequado. 

Dicas para auxiliar no programa de perda de peso 

Para o tratamento dos cachorros obesos é importante alterar o estilo de vida do animal, com orientação de um profissional, seja ele médico-veterinário ou zootecnista. 

Acompanhe as dicas que podem te ajudar no processo de perda de peso do seu pet: 

  • Controlar a alimentação: pesar diariamente a porção de alimento recomendada, para garantir que o pet receba as calorias diárias adequadas para atender suas exigências nutricionais; 
  • Exercícios físicos: além da alimentação controlada, é importante inserir na rotina do cão a prática de atividade física, como passeios curtos, por exemplo; 
  • Não alimentar o pet durante as refeições da família; 
  • Não oferecer alimentos como forma de agrado; 
  • Evitar petiscos ou trocar por opções de baixa caloria, desde que não exceda 10% da quantidade de calorias exigidas diariamente. 

A Organnact possui em seu portfólio a Be Nature Food, uma linha de alimentação natural formulada com proporção ideal de proteínas de alto valor biológico e alta digestibilidade, lipídeos de alto padrão e vegetais frescos, que pode ser uma aliada na luta contra a obesidade, por conter um alto índice de umidade, garantindo maior saciedade ao pet. Saiba mais!

O que você achou do conteúdo? Continue acompanhando o blog da Organnact para mais conteúdos como esse. 

CATEGORIAS DO BLOG
PESQUISAR
ASSINE NOSSA NEWSLETTER!

    Veja Também