Blog Equino

voltar
03.05.2022 | Mundo Equino

Cavalos e crianças: como esse convívio ajuda no desenvolvimento?

cavalos e crianças

A cavalgada aprimora as habilidades cognitivas das crianças. Entenda mais sobre. 

Para as crianças, estar em contato com animais pode ser benéfico de várias maneiras. Normalmente, associamos cães e gatos nesta relação, mas você sabia que os cavalos também podem estimular e melhorar as habilidades cognitivas das pessoas?  

Continue lendo para saber como o simples contato com este animal pode mudar a vida de uma criança. 

Cavalos e crianças: benefícios desse convívio 

Além de serem muito divertidos, esportes equestres podem ajudar as crianças a manter o equilíbrio, a força e a coordenação motora. Com apenas 2 anos, a criança já pode praticar equitação desde que seja supervisionada por um especialista responsável. 

  • Auxilia na coordenação e equilíbrio corporal; 
  • Melhora a concentração, a comunicação e a disciplina ao guiar o cavalo; 
  • Promove autonomia e sensação de liberdade;
  • Aumenta o contato com a natureza; 
  • Desenvolve o senso de responsabilidade ao cuidar de cavalos; 
  • Reduz o estresse, a agressividade e a ansiedade; 
  • Traz mais confiança e autoestima para enfrentar obstáculos diários; 
  • Propicia interação social e incentiva o trabalho em equipe. 

Ao final de cada passeio, os pequenos são incentivados a cuidar do cavalo, oferecendo frutas, verduras e água, tornando-se uma referência para as crianças se alimentarem de forma saudável. Outra atividade de cuidado ao animal que elas são incentivadas a fazer, é a de escová-los. Todas estas atividades desenvolvem nas crianças uma relação de carinho e respeito com os animais. 

De acordo com um estudo do professor Mitsuaki Ohta, da Universidade de Agricultura de Tóquio, o fator benéfico mais importante na equitação para a saúde está relacionado à atividade vibracional, produzida pelo andar do animal. Sendo assim, cavalgar pode trazer diversos benefícios as crianças.   

Equoterapia: método educacional e terapêutico 

A equitação já é uma atividade educativa e terapêutica, razão pela qual surgiu a técnica de reabilitação conhecida como equoterapia, que utiliza o contato com o cavalo para proporcionar benefícios físicos, psicológicos, sociais e educacionais, principalmente em pessoas com deficiência mental e comportamental. 

Estudos mostraram que esta terapia pode ajudar a baixar a pressão arterial, aliviar o estresse e reduzir os sintomas de solidão, depressão e ansiedade, além de ajudar os pacientes a desenvolver habilidades para melhorar a qualidade de vida. 

Leia mais: O que é equoterapia? 

Pessoas com mais de 60 anos também podem se beneficiar da equitação. Os exercícios realizados se mostram eficazes na melhora da qualidade de vida do idoso, pois a biomecânica do cavalo auxilia no ritmo e continuidade de estímulos ao sistema nervoso do praticante, atuando também na postura, equilíbrio, autoestima, entre outros. 

Os benefícios de andar a cavalo são inegáveis. O contato com esse animal majestoso e forte permite não só às crianças, mas a qualquer pessoa viver situações inusitadas e experimentar uma sensação única de independência e liberdade. 

O que achou do conteúdo? Continue acompanhando o blog da Organnact para mais informações ricas como essa. 

CATEGORIAS DO BLOG
PESQUISAR
ASSINE NOSSA NEWSLETTER!

    Veja Também

    Solicitar pelo WhatsApp
    Desenvolvido por: Jobspace