Blog PET

< voltar
12.05.2022 | Cuidados

O que deixa o gato estressado e como evitar?

gato estressado

Descubra quais situações podem deixar seu gato estressado e arisco, e quais as melhores formas para acalmá-lo 

Mesmo que seu gato seja tranquilo, algumas situações e mudanças na rotina podem facilmente deixá-lo estressado. 

Comportamentos exagerados, como arranhar e morder, podem ser controlados de algumas maneiras. Continue lendo para entender em quais circunstâncias seu filho de quatro patas fica irritado e como acalmá-lo. 

O que deixa o gato estressado? 

Uma característica comum entre os gatos é a baixa adaptabilidade a mudanças de rotina. Situações que estejam fora de seu controle e interfiram em seus hábitos diários, podem gerar estresse para eles. 

Os gatos são extremamente sensíveis a diferenças mínimas na composição e texturas dos alimentos oferecidos. Com isso, podem se recusar a ingerir uma dieta devido as suas preferências alimentares. Por isso, mudanças bruscas na alimentação podem ser problemáticas. Observe seu comportamento com cuidado, porque ficar sem se alimentar pode causar deficiências nutricionais e consequências clínicas graves. 

Também é comum que os gatos se sintam desconfortáveis na presença de estranhos ou quando outros animais de estimação aparecem, principalmente quando tentam invadir seu espaço. 

Outra situação que pode assustar os bichanos é o toque na sua cauda, por ser uma extensão da sua coluna vertebral. Portanto, se isso o incomoda, evite tocá-lo.  

Reformas na casa, mudanças nos móveis do ambiente, cheiros fortes de perfumes ou produtos e bandeja sanitária suja também podem incomodá-los. 

A reação do animal irá variar dependendo do seu temperamento, ambiente em que vive, nível de socialização e do fator estressante. Por isso, entender a causa é importante para tomar as medidas adequadas e controlar a situação. 

Principais sinais e comportamentos 

Confira a lista dos principais sinais de estresse em gatos: 

  • Urinar fora da caixa de areia;
  • Lambidas excessivas;  
  • Miados altos e contínuos;  
  • Agressividade (arranhar e morder); 
  • Isolamento; 
  • Apatia;
  • Alergias (coceira intensa); 
  • Falta de apetite; 
  • Problemas intestinais. 

Se você notar algum desses comportamentos, preste atenção a qualquer mudança na rotina que possa estar estressando seu gato. Recomenda-se levar o pet ao veterinário, pois esses sinais também podem indicar algum problema de saúde. 

Quais atividades implementar para acalmá-lo 

Os gatos adoram dominar seu ambiente. Por isso, algumas mudanças simples na casa podem deixá-los mais confortáveis. 

  • Reserve algum espaço no ponto mais alto da casa, com uma estante, uma cama específica ou plataformas. Isso enriquecerá o ambiente e dará mais segurança e confiança ao gato. 
  • Invista em brinquedos interativos, como arranhadores. São ótimos acessórios para os gatos, pois além de ajudarem a se distraírem, permitem executar comportamentos naturais da espécie, reduzindo os riscos de estresse. 
  • Mantenha a caixa de areia sempre limpa, em um espaço tranquilo e reservado. 
  • Gatos que estão acostumados com a presença de pessoas diferentes, além do tutor, e outros animais de estimação são menos propensos ao estresse. Então apresente o pet a outras pessoas e amigos de quatro patas, ajude-o na socialização.
  • Incentive o gato a brincar, correr e se divertir. Essa dica infalível para acalmar animais de estimação é mantê-los ocupados. 
  • Não se esqueça de conferir se há telas protetoras nas janelas da casa, para evitar que seus animais escapem e sofram algum acidente. 
  • Se vocês estão passando por alguma mudança ou seu gatinho está com sintomas de ansiedade, o Calmyn, suplemento alimentar da Organnact, contém nutrientes para ajudar seu gato a ficar mais calmo e tranquilo. 

Caso o gato apresente sinais de estresse com frequência, o ideal é procurar um profissional. Os comportamentalistas e adestradores conseguem observar e detectar comportamentos anormais nos pets. Além disso, podem fornecer ótimas sugestões sobre atividades para deixar seu filho de quatro patas mais calmo. 

No blog da Organnact, você confere mais dicas que vão te ajudar no dia a dia com os bichinhos. Acesse. 

CATEGORIAS DO BLOG
PESQUISAR
ASSINE NOSSA NEWSLETTER!

    Veja Também

    Desenvolvido por: Jobspace