Blog PET

< voltar
09.03.2022 | Dicas

Dicas para a alimentação de filhote de cachorro e gato

Confira nossas dicas para garantir um desenvolvimento saudável para os pets desde os primeiros dias de vida 

Para o desenvolvimento dos pets, sejam gatos ou cachorros, a alimentação é importantíssima. Tudo começa com os filhotes, do colostro do leite da mãe até as rações e suplementos. Confira nossas dicas de alimentação de filhote de cachorro e gato para garantir o desenvolvimento do seu pet! 

Dicas para a alimentação de filhote de cachorro e gato

Importância do colostro 

A preocupação com o desenvolvimento saudável do pet deve iniciar nas primeiras horas de vida. Após o nascimento, os cães e gatos devem receber colostro, o primeiro leite produzido pela glândula mamária da fêmea após o parto.   

Essa substância é responsável por transferir os anticorpos maternos para os filhotes, contribuindo para o fortalecimento do organismo, aumentando a imunidade e protegendo-os contra problemas de saúde.  

Alimentação completa desde cedo 

A partir dos 45 dias de idade, os pets já podem receber alimentação completa e balanceada. No mercado, estão disponíveis diversos alimentos destinados a atender as exigências nutricionais dos pets em diferentes faixas etárias.  

Você pode oferecer alimento seco, úmido ou semiúmido para os filhotes, porém é importante escolher um produto de qualidade e adequado para a fase de vida. 

Os alimentos completos para filhotes são formulados com o objetivo de garantir o crescimento saudável e facilitar o consumo dos pets, por isso são elaborados com formato, tamanho e texturas ideais para facilitar na hora de segurar, de mastigar, engolir e digerir, tudo pensando em evitar o risco de desperdício.  

Frequência da alimentação de filhote de cachorro e gato 

Na fase de filhotes, os pets devem ser alimentados com frequência. O recomendado é dividir a porção de alimento diária em cinco ou seis refeições até completarem seis meses. Após esse período, já é recomendado reduzir o número de porções para três refeições diárias.  

Além de dividir a alimentação em porções diárias, é necessário determinar e pesar a quantidade de alimento necessária para atender as exigências nutricionais dos pets, evitando riscos de deficiência de nutrientes, sobrepeso e obesidade. Mas não se preocupe, determinar a quantidade não é uma tarefa difícil, pois a recomendação está presente na embalagem: basta verificar as informações presentes no rótulo do produto.  

Também é importante garantir o fornecimento de água constante, por isso o bebedouro deve se manter cheio e disponível durante todo o dia, em qualquer fase de vida. 

Suplementação desde cedo 

Apesar dos alimentos completos apresentarem todos os nutrientes necessários para atender as exigências nutricionais dos pets, a suplementação pode ser essencial para o crescimento e desenvolvimento saudável dos cães e gatos.  

Os pets filhotes desmamados antes do tempo ou os que não receberam leite materno podem apresentar carência de nutrientes. Neste caso, a suplementação pode ser importante para repor os nutrientes deficientes, com o objetivo de fortalecer o sistema imunológico dos animais, além de equilibrar a microbiota intestinal, através dos prebióticos e probióticos presentes na composição. 

E aí, já sabia de todas essas informações? Mais dicas e conteúdos como este você encontra no nosso blog. Clique aqui e acesse! 

CATEGORIAS DO BLOG
PESQUISAR
ASSINE NOSSA NEWSLETTER!

    Veja Também

    Desenvolvido por: Jobspace