Blog PET

< voltar
26.04.2022 | Cuidados

Bigode de gato: entenda a importância dos bigodes para o felino

bigode de gato

Usados para ajudar os gatos nas atividades de caça, brincadeiras e reconhecimento de objetos, entenda mais sobre os bigodes dos gatos 

Os bigodes não são apenas uma característica aleatória dos gatos, na verdade, possuem grande importância e têm diversas funcionalidades. Continue lendo o texto para entender o porquê. 

Por que o bigode é importante para o gato? 

Os bigodes dos gatos, também chamados de vibrissas, são extensões do pelo que crescem em áreas com terminações nervosas e atuam como sensores do ambiente externo.

É por meio deles que os gatos entendem sua localização, percebem objetos e predadores, se movimentam em ambientes com pouca luz e se protegem de possíveis acidentes. Gatos com visão reduzida ou cegueira se movimentam com a ajuda desses pelos. 

Eles são geralmente mais grossos que o restante dos pelos do gato e estão dispostos em fileiras entre o focinho e a boca, mas os pelos com as mesmas características em outras regiões da face também recebem o nome de vibrissas.

Em média, têm 12 de cada lado e como são super-resistentes, raramente os bigodes caem. Quanto ao comprimento, varia de acordo com a raça e o tamanho do animal. 

A parte mais sensível de uma vibrissa é a ponta, então os animais nem precisam tocar nos objetos para senti-los.  

Fique atento quando observar o bigode inclinado para frente, isso pode indicar que o animal está em estado de alerta e pronto para atacar. 

O bigode de gato pode ser cortado? 

De jeito nenhum! Os bigodes não devem ser aparados ou cortados em nenhuma circunstância. Eles dão ao animal consciência espacial, por isso, o comprimento corresponde à largura de seu corpo. 

Tanto que os felinos com excesso de peso perdem a noção de espaço, pois suas vibrissas não são grandes o suficiente em relação ao resto do tronco. 

Um bigode cortado pode fazer com que o gato fique desorientado e desequilibrado, podendo até cair por calcular mal um salto. Além disso, causa irritabilidade e estresse nesses animais essencialmente caçadores. 

Como cuidar do bigode do seu felino 

Evite tocar e brincar com os bigodes do seu gato, como mencionamos acima, eles são muito sensíveis e qualquer vibração no pelo pode fazê-los cair antes do período de troca e causar desconforto. 

Tente usar comedouros e bebedouros mais rasos ou mais largos para que o gato tenha menor probabilidade de tocar os bigodes nas bordas e assim ter uma alimentação mais tranquila. 

Consulte seu veterinário ao notar uma vibrissa quebrada ou enfraquecida, pois pode indicar que há alguma deficiência nutricional ou outro problema com o animal. 

Curiosidades sobre as vibrissas 

  • É possível observar o humor do gato por meio dos bigodes, dependendo da posição e do tipo de movimento; 
  • Os gatos Sphynx são conhecidos por serem completamente sem pelos e, portanto, não têm bigodes. No entanto, eles estão bem adaptados para usar a orelha e o corpo como forma de orientação. 

O que achou do assunto? Continue acompanhando nosso blog para mais conteúdos sobre o mundo pet!

CATEGORIAS DO BLOG
PESQUISAR
ASSINE NOSSA NEWSLETTER!

    Veja Também

    Desenvolvido por: Jobspace