< voltar
14.12.2021 | Mundo Equino

Estresse oxidativo e a importância dos antioxidantes para cavalos atletas

Vitamina E, C e Selênio são alguns dos suplementos que auxiliam nos cuidados com os cavalos atletas. Saiba mais sobre o assunto e sobre a influência do estresse oxidativo no material a seguir! 

A prática intensa de atividades físicas faz parte da rotina diária de cavalos atletas. Capaz de proporcionar muitos benefícios à saúde do animal, uma vez que promove a redução do risco de doenças e a melhora da função dos órgãos e tecidos, os exercícios, quando ultrapassam os limites fisiológicos, podem se tornar prejudiciais ao organismo e causar o estresse oxidativo.    

O que é o estresse oxidativo?

A explicação é simples: os causadores do processo de oxidação das células são os radicais livres. Ao realizar exercícios intensos, o sistema de defesa do cavalo entra em desequilíbrio, ou seja, ocorre uma grande produção de radicais livres. Isso faz com que os antioxidantes sejam insuficientes para atender à demanda e estabilizar essas moléculas, que permanecem em grandes quantidades no organismo, causando danos às células musculares. 

Os efeitos do estresse oxidativo 

Com o estresse oxidativo, diversos efeitos negativos são observados nos animais, como o aparecimento de lesões e a diminuição da performance durante as provas. 

Por esse motivo, é importante encontrar uma forma de reequilibrar o sistema de defesa do equino. Um jeito rápido e eficaz para amenizar o estresse oxidativo é a partir da suplementação de antioxidantes exógenos, como a vitamina E, a vitamina C e o selênio, que agem protegendo a integridade das células musculares e, principalmente, neutralizando a ação dos radicais livres. 

Vitamina E 

A vitamina E não é sintetizada pelo organismo do cavalo, sendo considerada um nutriente essencial que deve ser obtido através da dieta ou suplementação. 

A principal propriedade desta vitamina é o seu potencial antioxidante, pois ela captura os radicais livres e diminui a quantidade de peróxidos lipídicos, que são tóxicos e destroem as células. Isso previne a oxidação fosfolipídica da membrana e, por consequência, evita o dano celular e o estresse oxidativo. 

Vitamina C 

Por outro lado, a vitamina C pode ser sintetizada pelo cavalo. No entanto, durante períodos de doença e/ou estresse, a sua produção geralmente não é suficiente para atender à necessidade crescente do organismo. Essa vitamina age como antioxidante dentro e fora da célula. Além disso, interage com a vitamina E, intensificando assim o efeito antioxidante. Com isso, a suplementação pode ser indicada principalmente em momentos de estresse e alta exigência.  

Selênio 

O selênio é um mineral considerado essencial para o crescimento e desenvolvimento do animal. É comum que haja a deficiência desse elemento na nutrição de cavalos, pois sua concentração é maior no sangue de animais carnívoros e onívoros se comparada a de herbívoros. 

Por isso, é recomendado que cavalos criados no pasto sejam suplementados com esse mineral. Além disso, o selênio aumenta a atividade de células imunes e previne o desenvolvimento de tumores.  

 Dessa forma, suplementar equinos atletas com antioxidantes exógenos trazem benefícios para o organismo, prevenindo riscos de doenças e proporcionando saúde e bem-estar aos animais.  

Quer garantir suplementação de qualidade para uma boa performance e cuidar do seu cavalo como ele merece? Então acesse agora mesmo o site da Organnact e conheça nossa linha completa de produtos! 

CATEGORIAS DO BLOG
PESQUISAR
ASSINE NOSSA NEWSLETTER!

    Veja Também