< voltar
30.10.2020 | Dicas

Higiene equina: quando e como devo dar banho no meu cavalo?

Veja algumas dicas de como dar banho e saiba mais sobre os benefícios que esse momento de relaxamento e higiene oferece ao animal

O número de banhos que o cavalo recebe durante a vida pode variar muito, dependendo do criador. Tanto o excesso quanto a falta de banho podem causar graves consequências para o animal, por isso é importante encontrar um equilíbrio que ofereça conforto e bem-estar para o animal.

O banho oferece diversos benefícios para o cavalo. Alguns dos principais são:

  • Remoção de suor;
  • Remoção da sujeira, pó e detritos;
  • Resfriamento do animal em dias quentes ou após exercícios cansativos;
  • Facilidade para visualizar cortes, feridas, abscessos e até mesmo picadas de insetos;
  • Remoção mecânica de ectoparasitas, como piolhos e carrapatos;
  • Percepção de anormalidades como verrugas, sarcoides, melanomas, tumores e edemas;
  • Facilitação da visualização do escore corporal do animal;
  • Carinho e cuidado.

Tudo em excesso faz mal

Banhos em excesso podem ser prejudiciais tanto pela presença de compostos químicos em alguns shampoos quanto em função da remoção da película protetora de gordura da pele (oleosidade) que serve como uma barreira de combate contra os microrganismos patógenos, além da remoção da microbiota natural e saudável da pele do animal.

A escolha de um produto adequado é fundamental para não danificar os pelos, evitar dermatites e garantir os benefícios que um bom banho oferece.

Veja algumas dicas para dar banho no seu cavalo:

KIT DE BANHO: tenha um kit com shampoo adequado e próprio para a espécie, pente/escova, balde, esponja, rodinho/raspador de suor, limpador de casco e ranilha;

LOCAL ADEQUADO: prefira pisos que não sejam lisos e escorregadios, um local limpo, que não faça lama e com boa drenagem;

PROTEÇÃO: cavalos não acostumados com banho podem se assustar e estirar-se para trás, se machucando, caso o cabresto esteja amarrado. Se este for o caso, procure um ajudante que segure a corda do cabresto enquanto você lava o animal;

LIMPEZA DOS CASCOS E RANILHA: limpe os cascos e a ranilha para evitar que a sujeira e as fezes aderidas ao casco escorram durante o banho;

ESCOVAÇÃO: escove o animal removendo a poeira e sujeiras de forma mais firme, evitando a formação de lama e poupando o desperdício de água e shampoo;

TEMPERATURA IDEAL: especialistas garantem que para temperaturas amenas, o ideal é que o banho aconteça com água em temperatura ambiente. Porém, se for o caso de regiões muito frias ou muito quentes, é melhor adequar a temperatura. Em países mais frios, os cavalos são banhados com água morna, por exemplo.

DOS CASCOS PARA CIMA: para o animal se adaptar à temperatura da água e acostumar-se com o banho, molhe sempre de baixo para cima, começando com os cascos e subindo em direção à espádua ou às coxas. Umedeça o corpo todo antes de aplicar o shampoo;

SHAMPOO: aplique o shampoo e massageie por todo corpo do animal. Alguns cavalos não gostam de lavar a cabeça. Se for o caso, utilize esponja para molhar a cabeça e ajudar na hora do enxágue.

ENXÁGUE: enxaguar bem é fundamental. Certifique-se que não resta nenhuma parte com resíduos do shampoo. Para facilitar, na partes livres já pode utilizar o rodo/raspador, removendo junto o excesso de água do corpo do animal.

PENTE: Aproveite que a crina e a cola/cauda do cavalo estão úmidas e desembarace os pelos com auxílio de um pente largo.  Evite força para não quebrar os fios e, se necessário, utilize condicionadores específicos para área.

TOALHA: Há quem prefira passar uma toalha limpa e seca para auxiliar a secagem, principalmente na cabeça.

SECAR: Cavalos têm o hábito natural de rolar no chão após o banho, isso se explica por fatores como a facilidade de se secar ao rolar e a formação de uma película com função termorreguladora. Para não perder o banho, a dica é cobri-lo com uma manta e fazer um passeio enquanto ele seca. 

 

CATEGORIAS DO BLOG
PESQUISAR
ASSINE NOSSA NEWSLETTER!

Veja Também