< voltar
30.03.2022 | Mundo Equino

Como prevenir a bicheira em cavalo

Saiba mais sobre a miíase, a bicheira em cavalo, uma doença causada por uma mosca parasitária nas feridas do animal

O Brasil possui condições ambientais propícias para o desenvolvimento de várias espécies de insetos, entre eles uma mosca que se reproduz com alta velocidade, e causa uma doença conhecida como bicheira, comum nos cavalos. Saiba mais sobre esse problema! 

O que é a bicheira? 

As bicheiras ou miíases são feridas causadas pela Cochliomyia hominivorax, uma espécie de mosca parasitária que deposita ovos em ferimentos recentes na pele dos animais. Os ovos eclodem nas primeiras 24 horas após sua deposição, as larvas penetram nas feridas e passam a se alimentar de tecido muscular, impedindo a cicatrização.   

As regiões infestadas, geralmente, apresentam feridas abertas, com larvas, sangramento e mau cheiro. Caso as feridas não sejam tratadas, podem servir como uma porta de entrada para infecções secundárias, que podem causar sérios danos à saúde dos cavalos, podendo levar à morte.  

Essa doença é muito mais comum nos dias mais quentes. Clique aqui e confira o porquê! 

Prevenir a bicheira em cavalo

A melhor maneira de prevenir a bicheira é cuidar adequadamente dos ferimentos!  

Toda e qualquer ferida deve receber cuidados para se manter limpa e livre de larvas. Por isso, é importante tratar com atenção eventuais feridas e cicatrizes provenientes de procedimentos cirúrgicos, como castração, por exemplo.  

Dicas para cuidar de ferimentos ou cicatrizes em cavalos

  • Lavar a região com um produto antisséptico  
  • Limpar o local pelo menos 2x ao dia  
  • Utilizar produtos cicatrizantes  
  • Enfaixar a região, se for necessário  
  • No caso de animais recém-nascidos, a desinfecção do umbigo deve ser realizada após o nascimento, utilizando uma solução de iodo 10%, e repetida até a completa cicatrização do local.  

Se mesmo com os cuidados, a bicheira acabar se instalando no ferimento, é necessário remover as larvas o mais rápido possível, lavar a região com água, sabão neutro e utilizar iodo povidine.   

Neste caso, é importante consultar um médico-veterinário, pois além de remover as larvas, ele poderá realizar exames nos tecidos mais profundos para identificar a existência de mais larvas e eliminar a permanência de qualquer foco de infecção.   

Conheça também o nosso Organnact Prata, um spray indicado para profilaxia e tratamento de bicheiras. 

CATEGORIAS DO BLOG
PESQUISAR
ASSINE NOSSA NEWSLETTER!

    Veja Também

    Desenvolvido por: Jobspace